Anvisa: número de registros de genéricos inéditos bate recorde

ter um ápice de prazer por dia reduz em 22% chances de desenvolver câncer de próstata, revela estudo

A Anvisa concedeu o registro para o medicamento dicloridrato de trimetazidina, indicado para o tratamento da cardiopatia isquêmica. Este é o 29º medicamento genérico inédito que teve pedido de registro deferido neste ano. Com esta publicação, a Anvisa ultrapassa o número de registros inéditos publicados desde 2011.

Com o novo registro, pacientes cardiopatas que sofrem de déficit de circulação nas artérias e insuficiência cardíaca de causa isquêmica terão uma nova opção de tratamento, a preço reduzido. Isso porque os genéricos chegam ao mercado com um preço menor que o valor de tabela dos medicamentos de referência.

Nesta segunda-feira (26), inclusive, a Anvisa concedeu os registros de quatro medicamentos inéditos no País. Os produtos são indicados para o tratamento de transtorno depressivo, diabetes, mielofibrose e fibrose pulmonar.

Uma das novidades é o Brintellix (bromidrato de vortioxetina), indicado no tratamento de pacientes adultos com transtorno depressivo maior (TDM). Outra nova associação é o Xigduo XR (dapagliflozina + cloridrato de metformina), indicado para ajudar a melhorar o controle glicêmico em adultos com diabetes.

A Agência também concedeu o registro para dois antineoplásicos: o Jakavi (fosfato de ruxolitinibe) e o Ofev (esilato de nintedanibe). O primeiro é indicado no tratamento de pacientes adultos com mielofibrose de risco intermediário ou alto. O segundo é voltado para o tratamento e retardo da progressão da fibrose pulmonar idiopática (FPI).