Ambulantes fazem cadastro na prefeitura

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado



Empreendedores individuais aprovaram a iniciativa da secretária-chefe do Gabinete de Desenvolvimento Econômico de Rondonópolis, Stefânia Pasqualotto, de fazer o cadastro dos vendedores ambulantes que oferecem comida de rua na cidade. A medida é necessária para os trabalhadores obterem o Termo de Permissão de Uso e condições legais de continuar atuando, principalmente na região central e pontos estratégicos, como nas Avenidas Lions Internacional e Brasil.

Vendedores ambulantes que trabalham durante o dia e à noite atenderam a convocação da secretária e compareceram ao Departamento de Fomento, nos últimos dias, para fazer o cadastramento que prossegue até o fim do mês. A gerente Mariana Almeida que é responsável pelo atendimento dos interessados, comemora o fato de pessoas que vendem os produtos em bairros mais distantes também comparecerem para fazer o cadastro e o requerimento do Termo de Permissão de Uso.

Este é o caso das empreendedoras Sonia Maria de Araújo e Rosangela Santana de Meireles que estão interessadas em montar lanchonetes ambulantes nos residenciais Dom Osório I e II. A ideia é oferecer o lanche de rua emtrailers.Sonia conta que trabalha com venda de roupas e perfumes e agora vai mudar de ramo e oferecer comida de rua na praça do Dom Osório I.

O cadastro de ambulantes, na opinião da vendedora Sonia, serve de amparo e segurança. Ela avalia que o prefeito Percival Muniz está fazendo a parte dele e dando oportunidade para todos trabalharem com essa iniciativa. “Essa atitude da prefeitura é muito boa porque a gente vai trabalhar dentro da lei e ainda pode ter apoio financeiro com apoio para implementar o negócio. Nós agradecemos ao prefeito por essa oportunidade”, fala.

Rosangela Meireles que pretende instalar otrailerde lanche perto da quadra de esporte do Dom Osório IItambém agradece ao empenho do prefeito para regularizar o comércio de comida de rua. “Esse cadastro representa mais segurança para a gente. É importante termos tudo legalizado. Por isso agradeço ao prefeito”, reforça.

Raimundo João Teixeira que atua há cerca de 12 anos como vendedor de espetinho na Praça Brasil também aprova a iniciativa da administração municipal cadastrar os vendedores ambulantes da cidade. “Eu acho muito bom porque gosto das coisas certas. Ele atua também em eventos festivos e uma feira no Jardim Morumbi.

Mariana Almeida conta que registrou a maior procura pelo cadastro nos últimos dois dias, depois de ter visitado diversostrailersno período noturno, na região central e Avenidas Lions Internacional e Brasil. “Procuramos os vendedores ambulantes para orientá-los e explicar o procedimento do cadastro. Eles nos deram o retorno comparecendo ao Departamento de Fomento”, comenta.