Alunos do Ensino Médio são estimulados para uso racional da água

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

Qualidade da água, dicas de economia e a importância do saneamento para a saúde e preservação ambiental estiveram no foco da palestra proferida, nesta quarta-feira (24), pelo Serviço de Saneamento Ambiental – Sanear, para os alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Pindorama. A palestra chamada de “Caminho das Águas” foi elaborada pelo diretor de Manutenção, Cristovão Teixeira, e o agente administrativo, Elvis Aguiar. Várias outras escolas da cidade já se receberam eventos semelhantes.

Cristovão falou sobre as ações desenvolvidas no Laboratório de Qualidade da Água, onde são realizados diariamente exames bacteriológicos e físico-químicos em amostras coletadas em vários pontos da cidade, atendendo assim a portaria nº 2914 do Ministério da Saúde. “O controle é realizado desde a captação, passando pela rede de distribuição nos bairros até chegar às residências”, frisou.

Ele explicou, ainda, com auxilio de slides, como é o sistema de captação e de tratamento de água que chegam até as casas. E ressaltou a preocupação e os investimentos feitos pela Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Sanear, para diminuir os danos ambientais na destinação de esgoto no rio Vermelho. Além disso, foram mostrados dicas de economias e exemplos didáticos de uso correto da água.




“O objetivo de convidar o Sanear para realizar esta palestra é explicar e conscientizar os nossos alunos sobre o uso racional da água, abordando o assunto também pelos aspectos ambientais e a importância da preservação. E esta palestra do Sanear nos mostrou como se desenvolvem os processos que nos garantem a água que consumimos e apresenta o cenário do saneamento que temos hoje em Rondonópolis”, afirmou a professora Maria Braga.

Para Cristovão, estas palestras realizadas nas escolas do município é uma oportunidade para mostrar aos estudantes o valor da água de qualidade que chega à população. “Captar, tratar, distribuir e monitorar a qualidade da água demanda um grande e trabalhoso processo e é importante que os estudantes conheçam, uma vez que são formadores de opinião e irão promover a educação”.

Fim do rodízio

A água que chega às casas em Rondonópolis é captada no rio Vermelho e em 48 poços artesianos espalhados pela cidade. Hoje, a maioria da captação é de poços, 54%. Uma situação que foi invertida com os investimentos feitos nos últimos dois anos e meio pela Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Sanear, para reverter o quadro de déficit entre a produção de água e a necessidade de consumo da cidade. Revertendo, assim, o antigo rodízio no abastecimento de água.

Com a decisão do prefeito Percival Muniz de investir na perfuração de novos poços artesianos, Rondonópolis acabou com o rodízio. Com isso, mais de 70 mil pessoas deixaram de sofrer com a falta diária de água. Os investimentos em reservatórios para aumentar a produção de água tratada continuam, visando preparar a cidade para o futuro.

Nova ETE

Rondonópolis também avançou na ampliação da coleta de esgoto neste período de pouco mais de dois anos. Saltou de 26% para 75% da cidade coberta com rede de esgoto, que por meio das elevatórias já concluídas, levam o esgoto coletado para a nova Estação de Tratamento de Esgoto – ETE.

A Nova ETE representa o que há de mais moderno e eficiente em tecnologia de tratamento de águas residuais. A meta é de até o final de 2016 chegar bem próximo de 100% do esgoto coletado e tratado.