ALMT estabelece procedimento de segurança para acesso ao prédio do Parlamento

vereador professor sidnei resolve problema da falta d´água em comunidade rural

A resolução administrativa nº 005, de 03 de maio de 2017, publicada na edição do Diário Oficial do dia 17/5, regulamenta os procedimentos para o acesso de pessoas portando arma de fogo ou objetos perigosos nas dependências da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Segundo o coordenador de Segurança da ALMT, coronel Adriano Denardi, a normativa visa garantir mais segurança para todos que trabalham ou visitam o Parlamento estadual ao proibir o ingresso, a circulação e a permanência nas instalações da ALMT de pessoas portando armas de fogo, artefatos explosivos, corrosivos, inflamáveis, perfurocortantes ou quaisquer outros instrumentos considerados perigosos.

Com relação às armas de fogo, a normativa não se aplica às seguintes pessoas, desde que previamente identificadas, possuam porte de arma de fogo e estejam em missão oficial antecipadamente comunicada e autorizada pela unidade de segurança do Parlamento: magistrados, membros do Ministério Público e integrantes das forças policiais, seguranças de empresas de vigilância e transporte de valores, e os demais casos amparados pela Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, quando em serviço.



A medida faz parte das mudanças que já estão sendo implantadas para melhoria da segurança na sede do Parlamento estadual. O projeto de segurança prevê, ainda para este ano, a colocação de catracas em todas as entradas da casa, detector de metais e instalação de mais câmeras para monitoramento, explica Denardi.