Agentes de Endemias realizam vistorias e grande quantidade de larvas do mosquito da dengue preocupa em Rondonópolis

Agentes de Endemias realizam vistorias e grande quantidade de larvas do mosquito da dengue preocupa em Rondonópolis

Em tempos de coronavírus um outro inimigo bem mais antigo pode causar danos à saúde da população de Rondonópolis: a Dengue. Para ajudar a cuidar dos quintais de residências, os Agentes de Combate às Endemias estão em campo realizando o trabalho de vistoria e de orientação dos moradores. No entanto, a grande quantidade de larvas do mosquito do Aedes Aegypti encontradas preocupou a Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde.

“Ficamos preocupados, além da dificuldade de muitas portas fechadas, os agentes verificaram muitos objetos que acumulam água e muitas larvas do mosquito transmissor da doença. Isso não pode acontecer”, frisou Wagner Santos, coordenador da UVZ.

Ele observou que a dengue também pode levar ao óbito e pediu ajuda da população para que redobre os cuidados, eliminando depósitos com água parada. “São cuidados diários com o seu quintal. Elimine tudo que possa acumular água e tenha atenção recobrada com os vasos de plantas, que devem ser lavados com escova, água e sabão constantemente, por exemplo”, comentou.

Noticias Relacionadas