Ações do Governo de MT beneficiam famílias de Nossa Senhora do Livramento

As famílias são assistidas pelas Associações de Pessoa com Deficiência e Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, do município

Entrega de cestas básicas, kits de limpeza e cobertores para moradores de Nossa Senhora do Livramento - Foto por: Josi Pettengill/Setasc-MT

O Governo de Mato Grosso, por meio da campanha Vem Ser Mais Solidário e do programa Aconchego, tem amparado diversos municípios do Estado com doações de cestas básicas e cobertores.

Na quarta-feira (05.08), famílias carentes assistidas pelas Associações de Pessoa com Deficiência e Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, localizadas no município de Nossa Senhora do Livramento (a 38 km de Cuiabá) foram beneficiadas com a iniciativa.

A ação social é liderada de forma voluntária pela primeira-dama, Virginia Mendes, e executada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). No município, as entregas foram realizadas pelo secretário adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins.



“Estamos percorrendo os municípios, entregando alimentos e cobertores com o compromisso de garantir dignidade às pessoas que tanto precisam e enfrentam momentos difíceis com a pandemia. Esse é o propósito do nosso Governo, estar mais próximo da população mato-grossense com uma mão amiga”, destacou em seu discurso.

Terezinha de Assunção, 64 anos, foi uma das beneficiadas na Associação de Pessoa com Deficiência, onde foram entregues 180 cestas básicas e mesma quantidade em cobertores.

“Essa doação é uma benção que Deus mandou para o nosso povo que é tão humilde. É uma ajuda em tanto. A gente agradece muito pela colaboração da primeira-dama com todos que estão aqui”, comentou.

Clarindo Romeu dos Santos, 35 anos, é atendido pela Associação devido a uma paralisia infantil. Ele contou que antes da pandemia trabalhava na noite como músico para complementar a renda, mas que agora impossibilitado de cantar, tem enfrentado dificuldades.

“A minha situação está bem difícil. Sou eu que sustento a minha casa e, sem poder trabalhar, estou sobrevivendo apenas com o benefício que recebo. A cesta vai ajudar muito”, relatou.

O presidente da Associação, Rubiley Carlos dos Santos, explicou que na região há muitos moradores idosos com algum tipo de deficiência que se enquadram no grupo de risco e precisam de todo tipo de ajuda.

“A maioria das pessoas aqui são idosos e estão fragilizados com o quadro de pandemia. Agradeço por essa iniciativa do Governo e da primeira-dama que vem fazendo este trabalho muito especial para as pessoas carentes”, pontuou.

Na Associação de Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, do município, foram distribuídos 100 cestas básicas e cobertores as famílias que se encontram em vulnerabilidade social.

Joanice Honória da Silva, 55 anos, uma das contempladas, disse que a visita trouxe um sentimento de gratidão. “Estou muito feliz porque a nossa comunidade é muito carente e todos precisam de ajuda. Só tenho que agradecer”, agradeceu.

O aposentado José Arcanjo, 70 anos, também beneficiados com as cestas falou que mantimentos chegaram na hora certa. “Eu cuido do meu filho que não pode trabalhar, então nos mantemos só com a minha renda. É muito boa essa ajuda que a primeira-dama mandou para nós”, disse.

A representante da Associação, Maria Graciela, reforçou que a presença do Estado significa respaldo para as reivindicações da comunidade. “É a primeira vez que o Governo atende a nossa comunidade com doações. Não temos transportes para buscar os alimentos e nos sentíamos até esquecidos. Ficamos muito felizes com essa visita”, finalizou.