52 atletas militares já estão classificados para os jogos

Os Jogos Olímpicos de Tóquio ocorrem de 23 de julho a 8 de agost

Entre os representantes do PAAR em Tóquio, está a sargento Ana Sátila, classificada na modalidade Canoagem - Foto: COB

Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão cada vez mais perto e, até o momento, mais de 200 atletas brasileiros já se classificaram para participar da competição que ocorre de 23 de julho a 8 de agosto.

Do total, 52 desportistas são militares e fazem parte do Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento (PAAR), do Ministério da Defesa. Eles participarão de 15 das 46 modalidades esportivas. Esse grupo representa 25% do total de competidores.

Entre os representantes do PAAR em Tóquio, está a sargento Ana Sátila, classificada na modalidade Canoagem. “O Programa de Atletas de Alto Rendimento da FAB [Força Aérea Brasileira] tem sido um diferencial extremamente importante na minha carreira. Me ajuda bastante pelo incentivo, pelo apoio, e sem contar os valores que são ensinados dentro da instituição, como disciplina, a garra, a dedicação”, conta. “Eu me sinto muito honrada e grata em fazer parte dos atletas de Alto Rendimento da Força Aérea Brasileira”, completou Sátila.




Outro militar que representará o Brasil em Tóquio, no atletismo, é o terceiro sargento da FAB, Augusto Dutra da Silva de Oliveira. Segundo ele, o projeto foi indispensável para a carreira dele. “Estarei em busca de uma medalha, em busca do primeiro lugar, o lugar mais alto no pódio. Sou honrado de representar a Força Aérea Brasileira.”

PAAR

O Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento foi criado em 2008 pelo Ministério da Defesa com o objetivo de fortalecer a equipe militar brasileira em eventos esportivos de alto nível. Ele conta com a parceria do Ministério da Cidadania.

Segundo o Ministério da Defesa, para participar do PAAR, o candidato precisa passar por uma seleção, por meio de edital público, que inclui avaliação curricular, entrevista, inspeção de saúde e exame físico.

O candidato que estiver apto à vaga passa a integrar a Força Terrestre com a graduação de terceiro sargento temporário e têm à disposição todos os benefícios da carreira, como soldo, 13º salário, férias, direito à assistência médica, além de todas as instalações esportivas militares adequadas para treinamento nos centros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

Atualmente, o programa conta com 511 atletas militares em 30 modalidades, das quais 23 são olímpicas.

O Ministério da Defesa investe aproximadamente R$ 38,3 milhões por ano no PAAR. As atividades ocorrem em parceria com a atuação do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), de confederações e de clubes.

Jogos Olímpicos de 2016

Segundo o Ministério da Defesa, nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, foram classificados 145 militares que foram responsáveis por 68% das premiações do país, ou seja, ganharam 13 das 19 medalhas alcançadas pelo Brasil.

No Jogos Rio 2016, o Brasil conquistou 19 medalhas: 7 ouros, 6 pratas e 6 bronzes.