1 mês e meio após ser baleado na cabeça, Mingau já ‘mexe os olhos e responde a estímulos’

Quem Online

Quem Online

Isabella Aglio é filha de Mingau, do Ultraje a Rigor — Foto: Reprodução / Instagram

1 mês e meio após ser baleado na cabeça, Mingau já ‘mexe os olhos e responde a estímulos’

Segundo novo boletim divulgado pela filha do baixista do Ultraje a Rigor, Isabella Aglio, músico possui evolução lenta e gradual

Mingau, o baixista do Ultraje a Rigor, apresentou evolução no quadro e tem interagido e respondido a estímulos visuais. As informações foram confirmadas pela filha do músico, Isabella Aglio, que compartilhou nesta quarta-feira (18) novo boletim médico.

“O paciente rinaldo Amaral (Mingau) segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Luiz – Unidade Itaim, Rede D’Or. O quadro é estável, com resposta clínica satisfatória ao tratamento. Do ponto de vista neurológico, nota-se evolução lenta e gradual por meio de movimento dos olhos e reação a estímulos. O paciente segue com suporte fisioterápico”, dizia a nota emitida pelo centro médico.

Filha de Mingau divulga novo boletim médico — Foto: Reprodução / Instagram
Filha de Mingau divulga novo boletim médico — Foto: Reprodução / Instagram

Crime

O baixista da banda Ultraje a Rigor foi baleado na cabeça na manhã do dia 3 de setembro, em Paraty, no Rio de Janeiro.

Integrante do Ultraje a Rigor desde 1999, Mingau levou um tiro dentro do próprio carro, na véspera de completar 56 anos. O músico foi levado ao Hospital Municipal Hugo Miranda, mas, poucas horas depois, já no dia 3, conseguiu ser transferido de helicóptero para São Paulo, onde passou por uma traqueostomia (procedimento no qual uma incisão é feita na parte frontal da traqueia para a introdução de uma cânula que leva o ar aos pulmões).

No dia 9 de Outubro, a equipe médica começou a reduzir a sedação. Quase um mês após sofrer a violência, o músico chegou a abrir os olhos.

+ Acessados

Veja Também