Vereador diz que crianças da Escola 1º de maio estão correndo perigo por irresponsabilidade do poder público

Vereador diz que crianças da Escola 1º de maio estão correndo perigo

O vereador Subtenente Guinancio (PSDB) se mostrou muito preocupado com a situação da escola 1º de maio localizada no Parque Universitário. Um muro foi derrubado por conta da necessidade de ser refeito, mas acontece que o local ficou totalmente aberto colocando a segurança dos usuários da escola, em particular das crianças, em risco.

O vereador foi procurar o Fiscal de Contrato responsável pela obra, mas aquele servidor informou ao parlamentar que não havia condições de cercamento e apenas um vigia seria colocado no local durante a noite e ponto final.

Acontece que o vereador investigou e descobriu que no memorial descritivo da obra, que foi assinado pelo próprio Fiscal de Contrato, consta em sua Planilha de Custos recursos para as atividades preliminares da construção na ordem de mais de R$6 mil, que seria o caso do cercamento, mas mesmo ciente disso o Fiscal de Contrato havia informado ao parlamentar que não seria feito por falta de recursos.

“Fui procurado pelos próprios pais e quando fui cobrar do Servidor responsável pela obra ele não gostou, tendo adotado ainda postura não condizente com o Serviço Público no desenrolar do caso”.

“A Escola está aberta e se algum marginal entrar lá para fazer qualquer coisa com uma daquelas crianças a responsabilidade é do poder público, e em particular do Fiscal de Contrato que deve acompanhar o fiel cumprimento do Memorial descritivo da obra”.

“Não me interessa se irão me chamar de chato ou sabe-se lá o que mais, esse é meu trabalho e seguirei cobrando de quem quer que seja para que um bom trabalho seja realizado e para que aquelas crianças não corram perigo” concluiu o parlamentar.