Terminam nesta segunda as inscrições para o Encceja Exterior

Gabaritos do Encceja já estão disponíveis no site
Governo de Sergipe

Nesta segunda-feira, 9, termina o prazo de inscrição para a edição de 2018 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos Residentes no Exterior (Encceja Exterior).

O exame é direcionado a brasileiros que vivem fora do território nacional e não puderam concluir seus estudos na idade apropriada.

Os sistemas de inscrição, inclusive para pessoa submetidas a penas privativas de liberdade (PPL), estão disponíveis na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação.

O Encceja regular será aplicado em 16 de setembro nos seguintes países e cidades: Bélgica (Bruxelas), Espanha (Barcelona e Madri), Estados Unidos (Boston, Nova York e Miami); França (Paris), Guiana Francesa (Caiena), Holanda (Roterdã), Itália (Roma), Japão (Nagóia, Hamamatsu e Tóquio), Portugal (Lisboa), Reino Unido (Londres), Suíça (Genebra) e Suriname (Paramaribo).

Já o Encceja Exterior PPL será aplicado entre 17 a 28 de setembro, em unidades prisionais do Japão (Tóquio), Guiana Francesa (Caiena) e Turquia (Istambul).

Assim como no Encceja Nacional, haverá provas para o ensino fundamental, para maiores de 15 anos, e, para o ensino médio, para maiores de 18 anos, na data do exame. Os resultados podem ser utilizados para emissão da declaração parcial de proficiência e do certificado de conclusão do nível de ensino.

O Inep elabora, aplica e corrige as provas, mas não emite a certificação – atribuição que, no caso do Encceja Exterior, cabe ao Instituto Federal de Brasília (IFB) e ao Colégio Pedro II, do Rio de Janeiro, conforme acordo de cooperação técnica firmado com o Inep.

O Encceja Exterior é aplicado pelo Inep em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e suas respectivas representações diplomáticas.

Orientações – Durante a inscrição, o participante precisa ficar atento à seleção das áreas de conhecimento. Quem visa ao certificado de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio precisa ter proficiência nas quatro áreas do conhecimento e na redação.

O participante que já tem alguma declaração parcial de proficiência, obtida em edições passadas do Enem ou do próprio Encceja, fica liberado de fazer a prova dessa área específica. Já o candidato que não tem uma declaração parcial de proficiência deve escolher fazer todas as provas do nível de ensino para o qual busca a certificação.

Participantes que necessitam de atendimento especializado e/ou específico devem informar, no ato da inscrição, a condição que motiva a solicitação, com a devida documentação comprobatória. O Inep oferece atendimento especializado para participantes com baixa visão, dislexia, deficiência física e visão monocular.

Os recursos de acessibilidade necessários também só podem ser solicitados na inscrição. Serão garantidos prova com letra ampliada, prova com letra superampliada, sala de fácil acesso e mobiliário acessível. O atendimento específico é uma opção para gestantes, lactantes e idosos.

O Encceja é composto por quatro provas objetivas por nível de ensino e uma redação. Cada prova tem 30 questões de múltipla escolha. No ensino fundamental, as áreas de conhecimento avaliadas são ciências naturais; matemática; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação; e história e geografia.

Já as áreas do ensino médio são ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; linguagens e códigos e suas tecnologias e redação; e ciências humanas e suas tecnologias.

O Inep disponibiliza materiais de estudo gratuitos, como apostilas para participantes e professores de Educação de Jovens e Adultos (EJA), além das provas do ano passado.

Os consulados também oferecem cursos preparatórios, sobre os quais estão aptos a prestar todos os esclarecimentos.

Clique aqui para fazer a inscrição, que é gratuita.

Mais informações estão disponíveis no edital.