Novo decreto permite que cruzeiros permaneçam mais tempo no Brasil

Período de validade do visto profissional foi prolongado e decisão evita perda de 7 mil empregos

Período de validade do visto profissional foi prolongado e decisão evita perda de 7 mil empregos
Em novembro terá início a temporada 2018/2019 de cruzeiros - Foto: Divulgação/ Ministério do Turismo

O visto dos profissionais que trabalham nos navios em viagem de longo curso foi prolongado para 180 dias no Brasil. A decisão integra o Decreto Presidencial nº 9.500 e foi publicada no Diário Oficial da União nessa terça-feira (11).  

Entidades que representam os navios de cruzeiro explicam que, caso fosse encurtada a duração da estada dos navios na costa brasileira, a economia nacional perderia R$ 450 milhões e 7 mil empregos. O risco, portanto, deixa de existir para o próximo ano.  

Em novembro terá início a temporada 2018/2019 de cruzeiros no Brasil. Durante o período, serão 29 embarcações de longo curso com escalas no País. 

Os navios permanecem, em média, 120 dias em operação no País. Por esse motivo, uma possível redução para 90 dias representaria uma perda de 25% na movimentação econômica e geração de emprego.