Medeiros e bancada de Mato grosso se reúnem com os ministros Valter Casimiro e Blairo Maggi

Edsom Leite/MTPA

O senador José Medeiros (Pode-MT) reuniu-se nesta manhã de quarta-feira (13.06), com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e os parlamentares da bancada federal de Mato Grosso, para tratar das privatizações dos aeroportos de Cuiabá, Barra do Garças, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta.

“Estamos todos aqui unidos pelo estado de Mato Grosso. Queremos agilidade nas concessões desses aeroportos, que são pontos importantes de entrada e saída para o interior brasileiro”.

“Queremos que o Mato Grosso, grande produtor mundial de grãos, esteja conectado com o restante do país e com o mundo. Com essas concessões, vamos fortalecer a economia mato-grossense, gerando emprego e renda para nossa gente”, destacou Medeiros.

Durante a audiência, que aconteceu no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, houve esclarecimentos feitos pela diretora de Planejamento e Gestão Aeroportuária, Fabiana Todesco, sobre novo modelo de concessões de terminais aeroportuários.

O leilão de concessões será feito até o final deste ano e, neste momento, acontece a fase da consulta pública para ver o interesse das empresas no leilão, referente aos blocos de aeroportos das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Já a contratação está prevista para o primeiro trimestre de 2019.

Os aeroportos mato-grossenses Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, Rondonópolis, Presidente João Batista Figueiredo, em Sinop, Piloto Oswaldo Marques Dias, em Alta Floresta, e Barra do Garças fazem parte do Bloco Centro-Oeste, onde a movimentação de passageiros ao ano é de 3,3 milhões de pessoas em dados de 2017. O valor de investimento previsto é de R$ 791 milhões para todo o bloco.

“O estado que representamos será o único no país a ter um bloco de aeroportos, por conta da fabulosa produção agrícola e pecuária. Somos os principais produtores do Brasil. Além disso, possuímos um grande potencial turístico, com três ecossistemas: as maravilhas do Cerrado, a pujante Amazônia e o belíssimo Pantanal”, enfatizou Medeiros.

Cancelamento – Medeiros lembrou que uma reunião sobre o tema seria realizada no início de junho, na sede do governo de Mato Grosso, com a presença do secretário Nacional de Aviação Civil (SAC), Dário Lopes, que por sua vez cancelou sua participação na reunião, após saber que a bancada federal de Mato Grosso não havia sido convidada para o encontro.