IFMT Rondonópolis abre 35 vagas remanescentes para o Ensino Superior

IFMT Rondonópolis abre 35 vagas remanescentes para o Ensino Superior

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) Campus Rondonópolis abre 35 vagas remanescentes para o Ensino Superior através do edital 02/2019.

As vagas estão divididas entre o curso de Licenciatura em Ciências da Natureza (23) e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (12). As inscrições gratuitas serão realizadas entre os dias 11 e 28 de fevereiro de 2019.

Para se inscrever o candidato deverá preencher todos os itens do formulário de inscrição no site www.roo.ifmt.edu.br.

Para concorrer as vagas basta o candidato informar o número de inscrição do ENEM referente aos anos de 2014, 2015, 2016, 2017 ou 2018. A lista com os inscritos será divulgada pelo IFMT no dia 1º de março.

Ao preencher o formulário de inscrição o candidato deverá ter em mãos o número do CPF e da cédula de identidade ou documento equivalente, oficial, com foto de validade nacional.

A divulgação do resultado final e convocação para a 1ª chamada para matrícula acontecerá no dia 07 de março. E as matriculas acontecerão entre os dias 07 e 11 de março de 2019.

Leia também: Bolsas de estudo: 36 mil vagas para cursos de graduação disponíveis no Mato Grosso

SOBRE OS CURSOS

Licenciatura em Ciências da Natureza (LCN)

O curso de Licenciatura em Ciências da Natureza, com duração de 4 (quatro) anos, está baseado nos conhecimentos fundamentais das ciências físicas, químicas e biológicas e permeadas por conhecimentos da educação, voltados para a prática docente em Ensino de Ciências da Natureza para os anos finais do Ensino Fundamental.

O desenho curricular tem como práticas pedagógicas eixos articuladores entre as disciplinas. Compõe-se de um eixo obrigatório e um optativo, com o intuito de garantir ao acadêmico a possibilidade de flexibilização curricular.

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (TADS)

O Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas deve ser capaz de analisar, projetar, documentar, testar, implantar e manter sistemas computacionais de informações.

Bem como ser capaz de construir ou adequar projetos computacionais com qualidade, usabilidade, robustez, integridade e segurança, posicionando-se de forma crítica e eticamente frente às inovações tecnológicas, avaliando seu impacto no desenvolvimento e na construção da sociedade.

Além de trabalhar com equipamentos na área da computação. O tempo para integralização do curso é 3 (três) anos.