Grupo cria abaixo-assinado pela concessão do aeroporto de Rondonópolis

De acordo com o grupo, a má administração do Aeroporto Maestro Marinho Franco de Rondonópolis, afugentou as empresas aéreas da cidade

baixo-assinado pede a privatização do aeroporto de Rondonópolis
Foto - Assessoria

Preocupados com falta de investimentos, problemas estruturais e consequentemente diversos voos cancelados, o Observatório Social de Rondonópolis (OSR) e o Grupo de Mulheres (GMPR) criaram um abaixo-assinado online a favor da concessão do aeroporto de Rondonópolis 

Atualmente quem administra o aeroporto é a Prefeitura de Rondonópolis.  

De acordo com o grupo, a má administração do Aeroporto Maestro Marinho Franco de Rondonópolis, afugentou as empresas aéreas da cidade.  

Eles entendem que uma cidade necessita de um aeroporto para desenvolver a economia, gerar empregos e ampliar seus horizontes. 

O abaixo-assinado foi criado devido à proximidade de uma audiência pública que irá debater a concessão de alguns aeroportos em MT 

O grupo acredita que existam interesses que sejam contrários a isso.  

Se tudo caminhar bem o leilão deve acontecer em outubro.  

A expectativa é conseguir o máximo de representantes possíveis para estarem juntos na audiência pública que vai acontecer em Cuiabá. 

Quem deseja assinar o pacto apartidário nomeado “Pacto em Prol do Aeroporto de Rondonópolis” deve entrar no link a baixo.  

https://www.change.org/p/pacto-apartid%C3%A1rio-pelo-aeroporto-de-rondon%C3%B3polis?recruiter=881299580&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=share_petition&utm_term=share_petition  

Privatização 

Rondonópolis entrou no pacote de concessão aos aeroportos de Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Várzea Grande. 

O investimento previsto gira em torno de R$ 800 milhões de reais.  

Para Rondonópolis está previsto um investimento de R$ 69,4 milhões de reais.