Falso remédio de hepatite é identificado pela OMS

ministério da saúde convoca o cidadão para que no novo ano o combate ao mosquito faça parte da rotina

Oórgão de vigilância sanitária norte-americano,Food and Drug Administration (FDA), alertou para a comercialização clandestina doLedso.Trata-se de uma solução de Sofosbuvir e Ledipasvir, medicamentos usados no tratamento de Hepatite C.

As cápsulas do produto falsificado teriam sido identificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que emitiu o alerta da distribuição ilegal do produto. O órgãoalerta, portanto, que o produto Ledso não possui registro e se trata de um caso de falsificação.

Após constatar a falsificação do produto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou apreensão e inutilização de todas as unidades do lote em território nacional.

A resoluçãoRE – 2.291/16foi publicada noDiário Oficialda União desta sexta-feira (26/08) e já se encontra em vigor.

A empresa Pharco Corporation, localizada no Egito, que consta nos rótulos do produto, alegou que não fabrica nenhum medicamento com o nome Ledso ou que combine Sofosbuvir e Ledipasvir.