Em evento em Nova York, Marun pede coesão entre empresários

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun fala com jornalistas no Palácio do Planalto. - Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, falou hoje (16) para empresários em Nova York (EUA) sobre as oportunidades de investimentos no Brasil. Ele destacou propostas aprovadas no país, como a reforma trabalhista e a terceirização, que, segundo ele, reduziram pela metade os encargos trabalhistas.

Para um grupo de cerca de 200 pessoas, entre investidores, banqueiros, analistas de rating e empresários estrangeiros e brasileiros, o ministro apresentou um painel sobre o tema: “O novo cenário de crescimento do Brasil”. Marun disse que o Brasil precisa avançar nas reformas da Previdência, Tributária e na própria pauta da reforma política

“Somos conscientes de que são reformas imprescindíveis, mas precisamos de envolvimento de todos para isso”. O ministro destacou ainda o projeto que prevê a adesão automática de bons consumidores ao Cadastro Positivo e o projeto que regulamenta a duplicata eletrônica.

Na palestra, ele pediu que os empresários se envolvam na política e citou como exemplo o atraso para a votação da reforma da previdência. “Se 99% dos empresários são a favor da reforma, porque não conseguimos pressionar a política para aprová-la”? questionou.

O ministro também destacou que o estabelecimento de um teto constitucional de gastos será de extrema importância no médio prazo. “O presidente da república teve a coragem de colocar na Constituição Federal um limite para seus próprios gastos”, destacou.

Marun participou em Nova York da quarta edição do LIDE Brazilian Investment Forum – um grupo de líderes empresariais que tem como objetivo promover relações bilaterais entre empresários e investidores dos Estados Unidos e Brasil. O evento é realizado anualmente em Nova York.