Dr. Leonardo defende celeridade na agenda da construção civil

Dr. Leonardo defende celeridade na agenda da construção civil

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade) afirmou nesta quarta-feira (13.02) que vai trabalhar pela celeridade na aprovação de propostas com o objetivo de aquecer a indústria da construção civil no Brasil.

A convite do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Mato Grosso (Sinsduscon-MT), o parlamentar participou do “Encontro com a indústria da construção”, organizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Parcerias público-privadas, obras paradas e regulamentações para o setor foram alguns dos assuntos tratados dentro da agenda estratégica 2019/2022.

Para Leonardo, a construção civil é o melhor ambiente para gerar empregos de forma rápida no país. Em sua avaliação, o Congresso Nacional precisa tratar de regras claras, que deem segurança e impeçam que as trocas de governo afastem investidores do setor.

“Quando eu penso em gerar oportunidade, emprego para o Estado de Mato Grosso, meu Estado, o primeiro setor que procuro é o da Construção Civil. Então o Governo Federal precisa parar de pensar, e agir. Ele [Governo Federal] precisa trazer as pautas positivas. Desde novembro do ano passado a Caixa Econômica não assina nenhum contrato com a construção civil”, afirmou o deputado Dr Leonardo.

Para o parlamentar, além de encarar de frente as reformas necessárias, é preciso discutir formas de avançar com as Parcerias Público-Privadas. Um dos maiores casos de sucesso brasileiro no setor é o programa “Minha Casa Minha Vida”, no qual Dr. Leonardo se inspirou para elaborar o Programa de Incentivo de Projetos e Interesse Social de Mato Grosso (Pips-MT), e o Novo Pips.

A proposta de parcerias entre o setor privado e a esfera pública já foi apresentada à equipe do Governo Federal. A ideia é construir um ambiente de negócios que reduza os riscos que existem hoje, tanto para o governo, quanto para o empresário, e dê segurança jurídica para a execução de PPPs.

“Sabemos que só tem 45 dias de Governo, compreendo transição do Governo Jair Bolsonaro. Mas, precisamos de celeridade, precisamos gerar emprego e a construção civil é o meio mais rápido de fazermos isso. Me coloco à disposição da frente que será aberta. Mato Grosso terá representante neste debate”, concluiu
o parlamentar de Mato Grosso.

Durante o encontro que aconteceu na Capital Federal,
mais de 100 deputados federais e senadores de todos os estados brasileiros se mobilizaram para as discussões em torno da Agenda Estratégica 2019/2022 – “Um novo Brasil com a Indústria da Construção”. O presidente da CBIC, José Carlos Rodrigues, disse que
conta com o apoio dos parlamentares para o avanço de uma pauta desenvolvimentista.

“O Congresso nacional tem papel decisivo a cumprir,
com a apresentação, o exame e a aprovação de negócios favorável à retomada do investimento com segurança jurídica, maior previsibilidade e menos burocracia”, disse o presidente da CBIC.