Dia do Engenheiro é comemorado nesta terça

Divulgação

Conhecida como um dos cursos acadêmicos mais requisitados, a engenharia é composta por diversas áreas: civil, agrícola, elétrica, naval, química, aeronáutica, ambiental dentre outras que formam esta vasta área que comemora o seu dia nesta quinta-feira (11).

A profissão foi regulamentada em 1933, através do decreto 23.569/33. Em 1966, esse decreto foi revogado e entrou em vigor a Lei nº 5.194/66, válida até hoje.

O engenheiro, para exercer a profissão, deve ser registrado nos Conselhos Regionais de Engenharia e Arquitetura (Crea), que é subordinado ao Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura (Confea). Estes são órgãos responsáveis pela fiscalização do exercício da engenharia.

Segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) 2007, declarada pelas empresas ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), existem mais de 167 mil profissionais exercendo a profissão em todo o país. A média salarial nacional, incluindo todas as áreas, é de R$ 5.917,24. No estado de Sergipe, o engenheiro mecânico apresenta a melhor remuneração, com R$ 22.327,23; seguida pelo Amazonas com o engenheiro mecânico, com R$ 21.835,71; e pelo Pará, como o engenheiro de controle de automação, recebendo R$ 20.847,20 mensais.

Conforme dados do Confea, cerca de 475 mil profissionais estão registrados no órgão a nível nacional.

Conheças as especialidades reconhecidas pelos conselhos de engenharia e suas atuações:

Engenheiro civil – Estuda, projeta, desenvolve e fiscaliza todo o tipo de construção civil, como pontes, elevados, edifícios, túneis, viadutos, fortificações, rodovias, ferrovias, estádios, redes de esgoto, entre outros.

Engenheiro eletricista – Atua na área de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Além de monitorar qualquer tipo de sistema de energia elétrica.

Engenheiro agrícola – Desenvolve sistemas de distribuição de produtos agrícolas, além de equipamentos agrícolas.

Engenheiro aeronáutico – Trabalha na produção de aeronaves e estruturas aeronáuticas como mísseis, aviões e cápsulas espaciais.

Engenheiro cartógrafo – Executa trabalho de mapeamento de uma região, que inclui estudo do terreno e detalhamento do relevo da superfície.

Engenheiro de computação – Desenvolve produtos, serviços, programas e novas tecnologias na área de computação eletrônica.

Engenheiro químico – Desenvolve produtos químicos como fertilizantes, medicamentos e produtos de limpeza.

Engenheiro metalúrgico – Atua na extração de minerais e no seu processo de purificação.

Engenheiro naval – Constrói embarcações e plataformas.

Engenheiro de produção – Participa da elaboração do processo produtivo de uma empresa.

Engenheiro de petróleo – Atua na extração e aplicação de petróleo e do seu gás.

Engenheiro de alimentos – Participa do processo de produção, industrialização e armazenamento de alimentos.

Engenheiro de minas – Extrai e prepara recursos minerais para serem utilizados na indústria.

Engenheiro de pesca – Atua no desenvolvimento das indústrias e atividades relacionadas à pesca, sem degradar o meio ambiente.

Engenheiro de materiais – Desenvolve e testa novos materiais e compostos para a indústria.

Engenheiro de agrimensura – Mede e calcula áreas, além de registrar relevos e outras características de terrenos.

Engenheiro mecânico – Projeta e desenvolve qualquer tipo de equipamento – ferramentas, motores, máquinas e demais sistemas mecânicos – que produzem, transmitem ou usam energia.

Engenheiro ambiental – Responsável por avaliar a dimensão das alterações benéficas ou prejudiciais ao meio ambiente causadas pelas atividades humanas.

Engenheiro de telecomunicações – Opera projetos que possibilitam a propagação de informações sob a forma de sinais elétricos.

Engenheiro têxtil – Supervisiona e fiscaliza indústrias têxteis e de confecção.

Engenheiro sanitarista – Elabora projetos de saneamento básico, além de fiscalizar e fazer a manutenção das obras.

Engenheiro industrial – Controla o funcionamento técnico de uma indústria, visando ao melhor aproveitamento das máquinas.

Engenheiro mecatrônico – São conhecidos como engenheiros de controle e automação. Criam e cuidam da manutenção de máquinas robóticas.

Engenheiro nuclear – Desenvolve novos usos para usinas nucleares, além de projetar aparelhos, instalações e itens de segurança.

Engenheiro florestal – Protege e administra recursos florestais, aplicando conhecimentos de biologia e ecologia.

O que é a Rais? – A Relação Anual de Informações Sociais é um Registro Administrativo, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), criado pelo Decreto nº 76.900/75, com declaração anual e obrigatória para todos os estabelecimentos existentes no território nacional.

As informações captadas sobre o mercado de trabalho formal referem-se aos empregados Celetistas, Estatutários, Avulsos, Temporários, dentre outros, segundo remuneração, grau de instrução, ocupação, nacionalidade e informações dos estabelecimentos relativos à atividade econômica, área geográfica, etc.