Consórcio Aeroeste vence leilão e vai administrar aeroporto de Rondonópolis

A empresa  Aeroeste foi a vencedora do leilão do bloco Centro-Oeste, com a proposta de R$ 40 milhões, um  ágio de 4.739%

Grupo Aeroeste vence leilão do aeroporto Maestro Marinho Fraco em Rondonópolis
Assessoria

O leilão do aeroporto de Rondonópolis foi vencido pelo consórcio Aeroeste, nesta sexta-feira (15), em São Paulo.

O certame envolveu 12 aeroportos divididos em três blocos, entre eles o Centro-Oeste, composto pelo Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta.

A empresa Aeroeste foi a vencedora do leilão do bloco Centro-Oeste, com o lance de R$ 40 milhões, um ágio de 4.739%. A disputa foi vencida no último momento, contra um outro consórcio, a Contrucap, empreiteira arrolada na Operação Lava Jato.

O grupo ficará responsável pela exploração, manutenção e ampliação dos aeroportos.

O contrato é de 30 anos. Nesse período, estão previstos investimentos de R$ 770,6 milhões.

De acordo com informações, a expectativa é que sejam investidos mais de R$ 70 milhões no aeroporto de Rondonópolis.

O consórcio Aeroeste é formado por Socicam Terminais Rodoviários (85%) e Sinart Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (15%).

De acordo com a Anac, a arrecadação de todos os leilões, à vista ficou em R$ 2,377 bilhões. Um valor de R$ 2,158 bilhões acima do mínimo fixado pelo edital para o valor de outorga inicial.

“É uma grande demonstração de confiança no país”, comemorou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

O ágio médio das propostas vencedoras nos 3 blocos foi de 986%. Ou seja, essa foi a diferença entre o mínimo fixado pelo governo para pagamento inicial e o valor da soma dos lances vitoriosos.

Foram leiloados também aeroportos das regiões Nordeste e Sudeste.