Conselhos Municipais e população têm oportunidade de debate em encontro sobre consciência cidadã

Ouvir a população e os representantes dos diversos conselhos de políticas públicas de Rondonópolis a fim de implementar ações para melhorias na vida dos munícipes é o foco do encontro que será realizado na próxima terça-feira (16), às 18 horas, no auditório do Paço Municipal.

O evento, que é promovido pela Secretaria Municipal de Governo em conjunto com as equipes do Planejamento Estratégico e do Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI), adotará o tema Consciência Cidadã para abordar a importância do cidadão comum integrar dos conselhos municipais.

“Queremos mostrar para a população o papel que os conselhos de políticas públicas têm para os munícipes como órgãos fiscalizadores e deliberativos dos assuntos pautados pela sociedade”.

“Além disso, vamos falar sobre as atividades do PDI, as demandas e as soluções ofertadas pelos conselhos”, esclarece Júlio Carlos Costa, coordenador da ouvidoria da Prefeitura, que compõe a Secretaria de Governo.

Formados por representantes da Administração Municipal e da sociedade – o cidadão comum – os conselhos de políticas públicas são uma arena onde a população pode se manifestar.

“Cada conselho trata de um tipo de setor sobre a qual os munícipes ganham voz para indicar lacunas e sugerir formas de resolvê-las. Por isso, a participação do cidadão nos conselhos é fundamental”, salienta Júlio que destaca que a reunião é aberta a todas as pessoas da sociedade.

Atualmente, há 22 conselhos ativos em Rondonópolis, como o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável e o Conselho Municipal de Ciência e Tecnologia, para citar alguns.

“É interessante que, ao escolher um conselho para integrar, a pessoa opte por aquele que tenha afinidade com suas funções do dia a dia. Há vários pais de alunos, por exemplo, que fazem parte do Conselho de Alimentação Escolar”, nota o coordenador.

 Por meio de uma roda de conversa sobre consciência cidadã, que terá como moderador o servidor da Secretaria Municipal de Receita Fábio de Oliveira Chagas, serão pontuados vários eixos, entre eles, proteção ao gênero humano, educação, saúde, desenvolvimento econômico, segurança pública e patrimônio da humanidade.

“Lançando mão da consciência cidadã, a sociedade pode auxiliar o Poder Executivo a administrar o município, participando dos conselhos, propondo mudanças quando necessário e buscando formas de colocá-las em prática”, define Júlio.

Fábio ressalta que o comparecimento do cidadão é bastante aguardado neste encontro, já que a Administração Municipal deseja ouvir novas propostas e sugestões para poder direcioná-las às secretarias específicas e implementá-las por meio de ações que promovam bem-estar e melhorias à vida da sociedade rondonopolitana.