Artista Plástico de Rondonópolis é homenageado na Itália por suas pinturas

Petterson Silva de Rondonópolis é homenageado na Itália por suas pinturas
Foto: Arquivo pessoal

O artista plástico de Rondonópolis, Petterson Silva, representou o Brasil em um dos principais prêmios de arte da Itália.

Trata-se do Prêmio Giulio Cesare, que aconteceu em 7 de julho no Velli Palace, em Roma.

Concedido anualmente, o prêmio reúne artistas do mundo todo, que se destacam em diversos segmentos das artes.

A premiação foi idealizada pelos gêmeos italianos Francesco Russo e Salvatore Russo, visionários marchands e curadores.

Ambos também são criadores do Prêmio internacional Leonardo da Vinci.

Um dos grandes expoentes de sua geração, Petterson Silva levou o prêmio com a obra intitulado “Aliança” feita com técnica óleo sobre tela.

A obra faz uma referência a riqueza da fauna brasileira, um alerta sobre a necessidade da preservação da região pantaneira.

Com repercussão mundial pelo incrível realismo, a pintura mostra duas belas araras azuis.

O pintor, que ainda está na Itália, contou um pouco sobre ganhar essa homenagem.

“Eu quero dividir esse prêmio que reconhece os principais artistas do cenário mundial das artes, com Rondonópolis, pois nessa cidade tem muitas pessoas que me prestigiam minha arte. Obrigado a todos que valorizam meu trabalho. Acredito que a arte, nos torna pessoas melhores independente se pintando ou contemplando, ela existe para ampliar nossa cultura e história”, disse.

Amor a arte

“Quem ama desenhar ou tem vontade de começar foque sempre em dar o seu melhor, durante o processo vem os erros, dificuldades, porém o resultado final vale a pena. A melhor parte de se envolver com arte é ver as reações e expressões das pessoas olhando para sua produção. Ver alguém interpretando e contemplando sua pintura, não tem preço”, explica Petterson Silva.

O artista disse que deve muito desse sucesso a sua família, que desde o início acreditou e apoiou seus sonhos.