Alunos da rede municipal têm diversas opções de atividades gratuitas

Crianças que estudam na rede municipal de ensino contam com diversas atividades gratuitas
Matusalem Teixeira

Ao invés de ficar na rua, expostas à diversos riscos, em Rondonópolis as crianças que estudam na rede municipal de ensino contam com diversas atividades gratuitas realizadas no contra turno escolar.

Cerca de 2.500 crianças estão matriculadas nos projetos que recebem os alunos no Corpo de Bombeiros, no Oratório Filhos de Dom Bosco, além das próprias unidades de educação.

Atualmente três projetos estão reunindo as crianças em atividades educacionais e recreativas em diversas regiões da cidade.

O Atleta Cidadão, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, oferece aulas de karatê para alunos de 7 à 18 anos. Esse ano foram disponibilizadas 1.500 vagas e, se depender da vontade do prefeito Zé Carlos do Pátio.

Todas elas deverão ser preenchidas e com isso mais crianças estarão praticando o esporte e conhecendo essa arte que tem na disciplina uma de suas principais caraterísticas. As aulas acontecem no batalhão do Corpo de Bombeiros e os pais quiserem matricular seus filhos ainda restam vagas.

Outro projeto que tem feito sucesso com suas apresentações pela cidade é a Banda Pequenos Jovens Grandes Talentos. Liderado pela maestrina Maura de Arruda, o projeto reúne crianças de 7 à 18 anos que passaram por uma seleção rigorosa onde tiveram que apresentar que sabem tocar os instrumentos.

As crianças participam gratuitamente das aulas que também acontecem no batalhão do Corpo de Bombeiros e a cada ano ficam mais afinados com o restante com o grupo da banda, formada atualmente por 70 crianças.

A grande região do Parque Universitário também é atendida com atividades no contra turno escolar. Em parceria com o Oratório Filhos de Dom Bosco, diversas atividades reúnem cerca de mil crianças dividas nos períodos da manhã e da tarde.

Elas participam de graça de aulas de música, dança, atividades esportivas de futsal e vôlei e ainda contam com apoio pedagógico e aulas de leitura reforçando as atividades desenvolvidas nas escolas. O Oratório é aberto à toda a comunidade da região e não tem restrição de número de participantes nas atividades.

Todas essas atividades, segundo a secretária de Educação do município, Carmem Garcia Monteiro, são indispensáveis ao enriquecimento da prática pedagógica da sala de aula, a partir do momento em que auxiliam no desenvolvimento cognitivo das crianças, que é a área da aprendizagem.

Além desse benefício, Carmem Monteiro acredita que com essas atividades as crianças ficam com menos tempo ocioso, ficando longe de riscos.